Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

Por que mudei o blog pra rosa?

Como TALVEZ alguém tenha percebido, eu mudei a cor do blog de verde esmeralda pra rosa. Para quem me conheceu nos tempos de rock deve se perguntar que diabos aconteceu comigo e por que eu fiquei tão patricinha. Mas não é bem assim!

Continuo sim amando rock, continua sendo meu gênero preferido, dando de dez em muita música pop que faz sucesso atualmente. Eu tive minha fase de usar preto e tal, maquiagem escura, esmalte sempre preto, roupa de caveira... Mas acontece que eu não preciso me fantasiar de algo pra declarar que gosto disso. 
Eu sempre gostei de rosa. Durante a fase punk, eu amava combinar preto com rosa. Quando escolhi verde esmeralda para o blog, é porque eu queria uma cor que fosse "unissex", pra que não ficasse parecendo que o blog é de menininha tumblr, porque não é, eu posto de quase tudo. Achei que a cor ficaria bem, mas ao continuar meus estudos feministas é que me lembrei que cores não têm sexo...
Seres vivos têm sexo. Os substantivos na nossa língua têm gê…

Como eu edito fotos

Uma coisa que eu aprendi com o tempo de edição de fotos é que encher de efeitos ou filtros e correções acaba mudando você e transformando a foto em outra pessoa que se parece com você, mas definitivamente não é você, porque a sua pele não é limpa assim, nem tão branca, o seu cabelo é mais escuro que nessa foto...

Felizmente o tempo passa, a gente cresce e entende as coisas! Finalmente parei de editar fotos a um nível absurdo que no final era outra pessoa e não eu. Agora eu gosto de dois tipos de edições: as que simplesmente melhoram o brilho, tiram sombras da foto e pronto (pra isso uso o Photoscape, programa de computador mesmo). A sua cor da pele fica igual! Tipo essa foto:

E o outro tipo de edição que eu me apaixonei é o que dá pra fazer com aplicativos tipo Philm, como falei em outro texto (aqui), Prism e Picsart, que foi o que eu usei pra editar a primeira foto do texto. Por exemplo a foto a seguir também:

Fico tipo: se é pra editar, então vamo transformar logo numa obra de arte…

Não é a mesma pessoa

Parece né? Mas não é. Enquanto eu pesquisava sobre Sense8, vi a notícia de que Keenen Reeves estava namorando uma das protagonistas da série, que é transsexual. Em outra pesquisa, quis procurar a notícia do namoro deles, mas acabei vendo que o ator já era casado há uns 15 anos, aí eu buguei! Como ele namorou Jamie Clayton se ele era casado? Pesquisei novemente o nome deles dois e não achei mais notícia alguma. Aí deu lag no meu cérebro! Como não tinha nada se outro dia eu tinha visto?
Então, continuando a pesquisar "Christian Bale e ..." acabei descobrindo que não era a mesma pessoa da pesquisa anterior. E aí foi que fiquei de boca aberta em como aqueles dois seres humanos eram tão parecidos... Olha isso, meu Deus. Pra mim sempre tinham sido a mesma pessoa. Quem fez Matrix (de cima) não era o mesmo Batman (de baixo)!

 Essa foi a minha maior descoberta de 2017. Uma das descobertas mais antigas, pelo contrário, são os mil clones da Katy Perry, que fez um clone das sombras, e …

"Maldita Ação Global!"

Foi isso que uma mulher gritou. A Ação Global de 2017, aconteceu na UFMA Campus Bacanga no último sábado dia 27 em São Luís. Não participei, mas vi a melhor parte que até daria pra fazer meme!

Cheguei no terminal da Praia Grande às 7:30 e a parada do ônibus Campus 311 tinha metade de São Luís lá. Ao pegar um ônibus lotado depois de um certo tempo, o que acontece pra variar? Engarrafamento, né, óbvio. Ao chegar na UFMA é que a graça acontece!
A portinha que é uma alternativa de entrada na UFMA estava simplesmente impossível de ser utilizada. As pessoas estavam saindo da Ação Global ao mesmo tempo que outras queriam entrar. As pessoas fizeram o que? Começaram a pular o muro! Os comentários que ouvi foram "Alguém devia filmar isso! Isso eles não mostram na propaganda!" e outra mulher gritou "Maldita ação global, era pra cancelar essa merda!" (exagerado mass ok).

Estava um caos. Um policial aconselhou dar a volta e entrar pela entrada principal. Mas era longe demais e…

Sobre o clipe da noiva do Whindersson

Nessa última sexta (26), a agora noiva do maior YouTuber do Brasil Whindersson Nunes, Luísa Sonza, postou em seu canal o clipe do seu primeiro single Good Vibes. Apesar de todo o auê feito por ela nas histórias do Instagram, o single parece não ter sido muito bem recebido.

Se você quiser perder um tempinho da sua vida pra saber sobre do que se trata, aqui está o vídeo. Se não, pula que vamos ao texto.

Pois bem. Assisti o clipe e lamento dizer que concordo com os péssimos comentários que o clipe recebeu. Os únicos elogios que vi foram feitos por outros youtubers, porque os inscritos mesmo não gostaram nada nada... Vamos ao principais comentários.

Um dos pontos mais criticados foi a música em si, tanto a melodia quando a letra. "O clipe é bonito. Bem produzido e a cantora linda. Mas é só. Música mesmo não.", e outro comentário "A voz é linda, ela também, porém a letra é super fraca !!". De fato a letra não é lá essas coisas e tem uma rima estranha com "quentin…

Você sabe o que é Punk Goes Pop?

Segundo o Wikipedia, "Punk Goes Pop é uma coletânea musical da série Punk Goes..., lançada dia 3 de abril de 2002 pela gravadora Fearless Records. Nessa edição artistas de punk rock fizeram covers de canções criadas por artistas de música pop". Quem me apresentou isso foi meu irmão, e eu nem sei como foi que ele descobriu isso. Mas graças a Deus isso aconteceu! 


Bom, aviso logo que isso não é rock, especificamente. É uma das infinitas raízes, chamada punk. O que tem de diferente? Bom, temos guitarras pesadas e temos também gutural, que é, em outras palavras, cantar gritando, de maneira um pouco assustadora para algumas pessoas. Mas nem sempre! Por exemplo este lindo cover de Shape Of You, do Ed Sheeran:



Não é apaixonante? Música pop é boa e tal, mas quando eu ouço sinto que falta algum instrumento ainda sabe? Como se não estivesse completo. Outro cover que achei salvador foi o da música Boyfriend de Justin Bieber. Tipo, quando ele lançou a música, eu até achei o refrão lega…

Sobre o tempo em São Luís

Perceba que eu disse o tempo, não o clima. Falo mais especificamente sobre o meu tempo aqui em São Luís, que no segundo semestre de 2017, chegam aos quatro anos. Pode ser muito ou pouco tempo, depende do ponto de vista de quem lê esse texto, mas pra mim, parece muito.

As minhas lembranças de Cururupu, da casa dos meus pais e meu tempo na escola parecem cada vez mais distantes. Parece que tudo o que tenho agora é a universidade - talvez seja. Lembro de quando comecei a conhecer os lugares, a entender os ônibus e os terminais, a primeira ida ao cinema, o primeiro mico com uma escada rolante... Parece que me acostumei a tudo isso, e que minha vida sempre foi assim, mas isso não é verdade mesmo!
Eu estava lendo A Selva, de Ferreira de Castro e apesar de essa tal selva ser a da Amazônia, eu consegui sentir muito bem toda a descrição do narrador. Quando ele falou sobre as árvores, os barulhos da mata e até mesmo o cheiro, tudo eu consegui sentir e me lembrar da minha origem. Não que Cururu…

Como foi morar só

Quero fazer tipo uma crônica. Lembro de ter estudado o gênero textual crônica na escola e lembro de ter odiado porque não tinha entendido porcaria nenhuma. Durante muito tempo ignorei esse gênero, mas acho que agora entendi. Vamos ver se o texto de hoje se encaixa como crônica.

Nos aproximadamente últimos dois meses eu estive só. Meu irmão, com quem eu morava, viajou e eu fiquei morando só, sozinha da Silva. Quero compartilhar como foi essa experiência porque eu nunca tinha ficado só tanto tempo — e nem fiquei completamente só, eu vivi na casa dos outros, mas ainda assim quando voltava pra casa, estava só novamente.

Você faz tudo sozinho. Parece óbvio dizer isso, mas preciso dizer. Você arruma a casa só, faz as compras só, e faz a comida só pra você — e tem que lavar a louça também. Se não tiver TV em casa, é só a sua própria voz ecoando na sua mente, dialogando com você mesmo, imaginando várias situações, e perdendo tempo teorizando o que faria em um apocalipse zumbi…

Você está sozi…

O que é meme

Durante o meu tempo na internet, vi o humor estourar de verdade depois da popularização do Facebook no Brasil, quase dez anos atrás. Estranho isso, né? Em 2010 o orkut bombava e o Facebook parecia mais uma daquelas redes sociais forçadas que não ia dar certo aqui. Mas ora vejam só.

 Quando o orkut dava seus últimos suspiros, começaram a aparecer os memes nas comunidades, mas eles eram bem diferentes do que entendemos por meme agora. Os memes eram aqueles rostos brancos e feios que tinham até nomes: LOL, Poker Face, Forever Alone, Like a Boss... Lembra? E eram feitas tirinhas humorísticas com ele.

Com a morte do Orkut e o crescimento do Facebook, finalmente tivemos a ferramenta de comentar nas postagens do Facebook com fotos, e passamos a usar imagens de pessoas, objetos, animais e etc em situações engraçadas para "responder" às pessoas, tipo isso:

Depois, os vídeos engraçados de pessoas em situações ridículas viraram essas imagens. E se expandiu! Os famosos fazendo besteira…

O melhor prédio da UFMA

Essa é uma das poucas verdades que você vai ter conhecimento na vida: o melhor prédio da Universidade Federal do Maranhão Campus Bacanga, São Luís, é o Centro de Ciências Humanas - CCH, nosso velho e querido CCH. A primeira vez que pisei nesse prédio eu era estudante do Centro de Ciências Exatas, quando comecei Design. É um prédio bem sem graça, aliás. 


A minha primeira impressão do CCH foi medo. Eram corredores com infinitos blocos e portas que não davam acesso a lugar nenhum - e até portas inalcançáveis. Por exemplo, acima do auditório B há uma porta. Sim, ACIMA. Como alguém pode chegar ali?!

Mas fora a parte sinistra, quando comecei a estudar nesse prédio é que vi a magia. Não literalmente magia, porque NUNCA fumei nada ali, Deus o livre. Já tem aula que viaja o suficiente! Infelizmente ou não essa é, aliás, a maior fama do prédio: o uso de drogas ali (e a venda também, por que não), em especial maconha.
A coisa boa do CCH é a sua própria essência: sempre tem apresentação do pesso…

Whindersson veio em São Luís e eu não fui

Hoje, 21 de maio de 2017, é o dia do show do Whindersson para o qual eu não fui. Triste porque eu tinha prometido pra mim mesma que eu iria no próximo show que tivesse dele em São Luís - mas quebrei minha promessa, ou seja, eu não posso confiar em mim mesma. Teve gente pra quem eu disse que queira ir e a pessoa torceu o nariz ao ouvir o nome Whindersson, por não suportar ele. É, tudo bem você não suportar alguém, eu mesma não aguento uma porrada de Youtubers, fazer o que, é simpatia ou antipatia. Mas como alguém pode não gostar do Whindersson?!

O sucesso dele é inegável, mesmo que você o odeie, o que significa que ele caiu no gosto da maioria, então TOMA. Brincadeiras à parte, acredito que esse sucesso imenso que ele faz é em especial pela sua simplicidade, humildade e um certo diferencial dos outros youtubers. Ele nunca colocou vinheta no canal, nunca fez aquelas edições que todo mundo faz, nunca foi igual aos outros. Simplesmente começou a contar a sua vida ou então o que achava de…

Descobrindo aplicativos

Acho uma coisa bem contraditória sobre mim: eu vivo limpando meu celular de fotos, áudios e outras besteiras (além do fato de eu não ter músicas no celular) e eu não preciso de tanto espaço assim. Mas, por outro lado, eu amo ter uma coleção de aplicativos: de foto, de banco, do cartão, de leitura, etc... Mas aplicativos úteis, diga-se de passagem. Descobri recentemente um editor de fotos que quero compartilhar porque achei muito fofíneo chamado Philm.


Na verdade, o Philm edita vídeos também, mas bem curtos, além de que ele faz um corte quadricular nos vídeos, então não é muito útil nesse sentido. A proposta do Philm é bem parecida com o Prism, que também é um editor que antes era somente para os usuários de IOS. A principal diferença é que além dos efeitos que de fato transformam a sua foto, você pode colocar os tatos emojis disponíveis igual aos que coloquei na foto acima, e também pode colocar texto. 
Ah, outra diferença enorme é que o Philm tem MUITOS filtros, tipo uns 100, bem ma…

Qual o tema do blog?

Agora que as numerações dos textos se foram, quero falar uma coisa bem importante sobre o blog. Quando comecei a ler dicas sobre ter um blog, li que uma delas era definir qual o tema do blog e focar nele, para que os leitores sempre soubessem o que vão encontrar. O meu blog, como podem ter percebido, é o contrário disso, é uma surpresa todo dia, uma coisa bem diferente a cada texto.



Pensei então se isso é bom ou ruim. Mas apresentei recentemente um seminário sobre interdisciplinaridade, e uma coisa me chamou atenção por sua relação com o blog. O teórico estudado, Hilton Japiassu, problematiza o que ele chama de compartimentalização do conhecimento, que é exatamente essa divisão extrema de disciplinas da escola, por exemplo.
Japiassu fala que as especializações exageradas acabam fazendo profissionais que sabem cada vez mais sobre cada vez menos. Por exemplo: eu estudo Feminismo na Ficção Científica Anglo-Americana. É bem específico, e sei várias coisas a respeito e tal, mas vai me per…

Kit da TAG de Maio 2017

Dessa vez a TAG me surpreendeu porque a caixinha, segundo o Rastreamento dos Correios, ainda tava como postado desde o dia 4 de maio. Mas, numa enorme surpresa, a campainha toca dia 13 e olha lá o carrinho dos Correios, coisa linda! Eu tenho um estranho crush nos Correios, aliás. Desde criança era apaixonada pela ideia de colocar cartas nos correios com aqueles selinhos fofinhos, e amava quando chegava coisa pelo correio.


Mas vamos ao que interessa. Eu dei um salto de alegria quando recebi e o livro de maio veio simplesmente LINDO. O kit é lindo demais, sempre se supera essa TAG.






E aí, já conhecia o livro e/ou o autor? Confesso que eu não, e é por isso que adorei a proposta da TAG, mesmo tendo medo de não gostar de algum livro que for enviado. Eu me apaixonei pela ideia de conhecer novos nomes e novas obras, até porque eu faço Letras, acho vergonhoso conhecer poucos escritores. O que acharam do Kit?

Texto 101

#100 A última contagem

Quando comecei a escrever no blog com essa numeração, fiquei me perguntando até quando contaria. Pelo que vemos, cheguei ao texto de número 100, o que significa que o blog chegou aos 100 dias de existência (pouco mais de três meses).
Mas e então, vou continuar colocando #101, #102... #478? Decidi que não. Primeiro porque eu não sou de exatas, então quero distância de números. Segundo porque o acho os números já cumpriram seu papel. Agora todos sabemos que o blog tem pelo menos 100 textos, o que é bastante.


Pensei então que é hora de começar uma nova etapa, dando continuidade a um texto por dia. Essa é porta da minha casa, no caso a porta pra rua. Sei lá, talvez esteja precisando sair um pouco, literalmente. Passo os dias sufocados entre a universidade, o curso em que dou aula, e a minha casa. Hora de expandir.

#99 A nova ideia pro canal no Youtube

Postei mais um vídeo no canal que estou tentando manter e finalmente tive uma ideia um tanto mais original, eu acho. Até me sentia mal por não poder fazer uma vinheta, nem fazer edições, cortes, etc etc. Primeiro que eu não tenho paciência com essas coisas, segundo que não tenho muito tempo pra perder com hobbie. Então, tive uma ideia e fiz o vídeo pra apresentar essa ideia e pra dar uma noção de como é que os vídeos vão ser.

Eu fiquei pensando: o que eu posso fazer de diferente, já que todas as meninas do Youtube fazem vinhetas, colocam os erros em preto e branco, botam nomezinho sei lá o que (não criticando quem faz!)? Ao mesmo tempo que queria fazer algo aceitável, observei que já tem muito canal assim. Todo canal de menina é assim. E eu não sou aquariana, mas dessa vez quis fazer algo diferente, até porque eu acho que o Youtube às vezes é um saco, os vídeos em alta são bem merda (gente fazendo um hambúrguer gigante, fazendo banheira de nutella, de batata frita, sei lá o que). Ond…

#98 Leia esse texto e relaxe

Existe uma coisa chamada ASMR no Youtube. Esses vídeos promovem relaxamentos mentais através do que você ouve: barulho de chuva, de água, de alguém pegando no seu cabelo, escovando o seu cabelo, sussurrando em seu ouvido... Uma infinidade de coisas.

Pensando nisso, quis trazer uma outra versão de ASMR. Separei dois parágrafos que descrevem situações que já conheço bem porque eu sou de interior. E quem é vai se imaginar nas mesmas situações. E quando você imagina, você relaxa muito... Espero que ajude a tirar um pouco desse stress!



São duas horas da tarde de um dia ensolarado, com céu azul e fofas nuvens brancas. Você deitado na rede em uma varanda de uma casa no interior. Está ouvindo o vento bater no seu ouvido, um pouco forte até. A força do vento balança as folhas das árvores, e você ouve esse suave barulho. Você ouve ao longe uma cigarra cantando. A vizinha está lavando roupa na mão, tirando canecas de água de um balde grande. Você ouve ela esfregando a roupa, ouve a água caindo …

#97 Ser mãe: o sonho de toda mulher?

Ironicamente, parabéns a todas as mães! O que vou falar aqui é minha opinião, mas eu não posso deixar de respeitar a escolha das outras mulheres - assim como espero que a minha seja respeitada. Se minha mãe ler esse texto, quero agradecer profundamente por tudo o que ela tem feito por mim, e que eu espero um dia retribuir todo o seu esforço e dedicação o máximo que eu puder. 


Mas não posso deixar passar essa data sem falar de maneira mais reflexiva sobre "ser mãe" em nossa sociedade. Desde que me entendo por gente, eu já dizia que não queria ter filhos. Até hoje penso da mesma forma. Meu sonho nunca foi casar e formar uma família. Não quero mesmo ter minha barriga imensa de 9 meses, e muito menos quero ter filhos pra criar. Não acho que necessariamente sejam coisas ruins, claro que não, afinal eu passei 9 meses na barriga da minha mãe, fui um bebê e fui uma criança pra criar. Que bom que ela quis ser mãe, né? Acho maravilhoso quem quer ser mãe, de verdade. Mas eu não quero.…

#96 Primeiro sorteio do blog!

Eu tive uma ideia que não sei porque nunca tinha tido antes. Como já devem saber, eu desenho. Então, tive finalmente a ideia de fazer um sorteio de um desenho pra ajudar na divulgação do blog. Veja como é fácil participar desse sorteio.



Para participar:

1. Curta a página do blog Um Texto Por Dia no Facebook (link).

2. Marque três amigos na postagem do sorteio (link).

3. Compartilhe a imagem do sorteio.

Pronto!

Sobre o sorteio:
- Sorteio de UM desenho.
- Você pode participar até o dia 31 de maio de 2017.
- O sorteio vai ser no dia 1 de junho de 2017.
- O prazo para o sorteado entrar em contato comigo é de 5 dias a partir do dia do sorteio.
- O prazo para eu entregar o desenho (digitalizado via email para quem não morar em São Luís-MA) é de no máximo 15 dias após o dia do sorteio.

Sobre o desenho:
- A4 120g¹m² Canson;
- Preto e Branco;
- Somente de um rosto de pessoa (pode ser do próprio sorteado OU de qualquer outra pessoa que o sorteado quiser);
- A foto escolhida para ser desenhada preci…

#95 Minhas desilusões de adolescente

Resolvi colocar esse tema para o texto de número #95 porque é um número significativo pra mim, pois foi o ano em que eu nasci. E também porque se inverter, é a data do meu aniversário 5/9. Acho que a coisa mais engraçada pra lembrar sobre mim não é a minha infância (como é o caso do Whindersson, as histórias dele de quando era criança são as melhores), as melhores piores recordações são da minha adolescência, como já falei em vários textos.

Também já disse que eu sempre escrevi em blog ("sempre": desde 2010 quando finalmente tive internet em casa). Mas antes disso eu já escrevia pequenos textos das minhas supostas decepções amorosas. Eu achava os textos muito bons na época, mas lendo agora eu me acabo de rir das porcarias. Obviamente eu não tenho mais em mãos os textos que escrevi em cadernos, mas tenho como expor a minha vergonha que já escrevi na web. Aqui estão os melhores piores. Divirta-se! (os títulos que coloquei são atuais).
1. A vingativa Espero que ela goste de você…

#94 O outro lado da Friendzone

Você sabe o que é Friendzone, né? Se não souber, rapidinho: é literalmente colocar alguém na zona de amizade, mesmo quando a pessoa está gostando de você. Geralmente são mais os homens que reclamam de serem colocados na friendzone pelas meninas malvadas que não tem coração e não sabem reconhecer quando um cara supostamente legal gosta muito delas. 


Só que tem o outro lado dessa moeda, né? Provavelmente você tem sido egoísta demais pra pensar na pessoa que só quer a sua amizade. Pense comigo uma breve ficção: uma menina está de boa, daí um menino começa a puxar conversa com ela, sobre qualquer coisa que eles tenham gosto em comum. Eles começam uma amizade, sem o menino deixar claro que tem segundas intenções e a menina sempre relembrar que eles são apenas amigos (e é esse o sentimento que ela tem por ele).
Mas então, um belo dia, depois de uma longa amizade, o menino começa a dizer algumas coisas que deixam a menina desconfortável. Ela percebe que ele assumiu um tom diferente de amiza…

#93 Os problemas "naturais" da África

Em um domingo à noite eu estava assistindo Pânico na Band, como de costume, mas como o quadro ficou meio nojento (pessoas comendo larvas por audiência), eu decidi mudar de canal e fui parar na Globo, com uma triste matéria sobre os problemas da África com os quais praticamente nós já nos acostumamos. Pobreza, miséria, fome, sede, doenças.

Como alguém já fez o cálculo, as pessoas mais ricas do mundo atualmente são capazes de acabar com a fome do mundo, mas é óbvio que isso nunca vai acontecer. A gente fica triste quando vê essas reportagens e toma conhecimento desses dados lamentáveis das regiões mais pobres desse imenso continente, mas de certa forma é um espanto comum. Já associamos África à miséria, e nos parece normal que assim seja, nós já conhecemos esse continente dessa forma, parece que nasceram para sofrer. Brasil, o país do futebol; Estados Unidos, a superpotência; Japão, a país da tecnologia; África (que nem é um país, o que só reforça o apagamento das diferentes identidade…

#92 Sonho com o fim

Ultimamente tenho tido uns sonhos bem desconfortáveis. Só na semana passada, sonhei que eu tinha sido estrangulada por uma pessoa que amo muito, sonhei que meu irmão tinha morrido (mas depois descobri que ele não tinha morrido), sonhei que eu morri afogada na maré, presa dentro do ônibus que tinha caído da avenida quebrada por causa de um meteoro! Que criativo, não? E por fim, sonhei que tava presa em uma casa enquanto vários tornados passavam.

Confesso que acordei de todos esses sonhos bem aliviada em nada disso ser real. Acordei com uma sensação de felicidade por minha vida estar de boa, ninguém querer me matar, nenhuma catástrofe natural acontecendo...
Eu já havia dito que acho melhor ter pesadelos do que propriamente sonhos. No primeiro, você acorda com um alívio enorme, feliz com a simplicidade da sua vida, e simplesmente feliz com a sua vida. Agora, quando você sonha que é rico, que tem um banquete no café da manhã, e aí acorda e vai tomar café com biscoito água e sal, bate uma…

#91 Aula que viaja

Se tem uma coisa a respeito de aula que me irrita é a dispersão, principalmente por parte do professor, que dá corda pra aquele pessoal que adora fazer comentários irrelevantes e repetitivos só pra dizer que está participando. Oh coisa que me tira do sério. Aí o tempo da aula passa e eu senti que acordei cedo só pra escutar papo furado.


Um exemplo marcante disso foi em uma determinada aula pedagógica em que eu me distraí propositalmente porque não aguentava mais os devaneios da turma e do professor. Peguei o celular porque perdi a paciência de ouvir cada um ficar contando sobre as escolas que estudaram - casos desnecessários, e reflexões sobre a educação que já cansamos de ouvir.
Quando volto à realidade da aula, adivinha sobre o que estavam falando? "Ah, porque suco de caixa não é tão bom quanto de pacote" "É, minha tia disse isso" "Aham, eu não tomo suco de caixa", e eu wtf??. Aí pra retomar, o professor disse: "ah, porque a má alimentação também …

#90 Porque eu amo Sense8

Lembro de quando me indicaram pra assistir Sense8, e apesar de eu não ter entendido muito bem a sinopse que a pessoa fez, eu resolvi assistir. Graças a Deus eu fiz isso. 

Não vou fazer sinopse aqui, só vou dizer as minhas impressões dessa obra divina. Em pouco tempo, a série assumiu um lugar especial no meu coração e se tornou a minha favorita até eu conhecer Sherlock.Eu me apaixonei pela ideia de pessoas distintas conectadas porque eu amo as diferentes culturas humanas. Acho lindo como as pessoas de todas as partes do mundo são completamente diferentes, não apenas culturalmente, mas fisicamente, com traços tão distintos (exceto os brasileiros que apesar de não termos uma etnia características, nós conseguimos reconhecer outro brasileiro).
Acho que a melhor cena da primeira temporada, que me fez dizer ESSA SÉRIE É MARAVILHOSA e que me fez arrepiar foi quando a Sun ajuda o Capheus com uma gangue que ia matá-lo, e derrota todos eles. Eu quase chorei de emoção com a aquela cena linda, e…

#89 Essa vida nos mata

Outro dia eu vi uma postagem da página VDM de alguém contando algo que me fez pensar por dias. No texto, o cara contou um sonho que teve em que um assaltante atirou nele e antes de morrer, ele agradeceu ao assaltante por ter livrado ele dos trabalhos e provas da faculdade.

Daí eu fiquei pensando, até sobre a questão do suicídio mesmo. Tipo, chegamos a uma insatisfação com a vida a ponto de achar "Graças a Deus" que esse assaltante nos livrou das obrigações sufocantes que temos nessa vida moderna.

Acho triste mas bem presente esse sentimento em todos nós. A gente acorda pela manhã já triste com o dia que vamos ter que realizar, ou ainda pelo amanhã, ou pela semana seguinte, o mês, o ano, a vida inteira...

De todos os lados nos cobram terminar a escola, passar no ENEM, entrar logo na faculdade (em um bom curso), se formar no tempo certo, conseguir um emprego com um salário ótimo, formar uma família, tudo antes dos 30 anos, como se as dificuldades que temos pelo caminho pudess…

#88 Os 5 melhores filmes de terror que eu já assisti

Como o título do texto deixa claro, essa não é uma lista dos melhores filmes de terror que existem, mas somente os melhores que eu assisti. Não estou seguindo indicação de site algum, é pura opinião. E, como eu já disse antes, são filmes de temática sobrenatural, porque são os que eu amo.


Ah, eu também separo os filmes de terror em dois tipos: os que dão muito sustos e os que tem uma história muito pesada. Aqui vou listar ambos os tipos. Coloquei umas piadinhas nas fotos pra quebrar o clima pra galera que tem muito medo assim.
1. Invocação do Mal 1 (2013) A primeira vez que assisti esse filme foi sozinha, todo mundo tinha saído. Lembro de ter pausado no meio do filme pra ir na cozinha beber água (mas que ideia inteligente, não?), porque o clima tava muito pesado. Exatamente por isso eu super amei esse filme, já assisti umas dez vezes. 


2. Invocação do Mal 2 (2016) Esse filme fui ver no cinema, e ele conseguiu ser ainda mais pesado que o anterior. Gente, que filme maravilhoso foi esse? …

#87 Tenho medo de zumbis

Eu sou assumidamente fã de filmes de terror, mas deixe-me especificar! Como tenho fobia de sangue, não gosto de filmes que tenham um show de carnificina, de serial killers ou qualquer coisa no estilo de Jogos Mortais, nada disso. Os que eu realmente aprecio, mesmo levando muitos sustos, são os sobrenaturais, com espíritos e demônios. Eu sempre gostei desse gênero de suspense, mesmo quando criança; amava as histórias assustadoras que meu pai ainda conta, como as que eu selecionei nesse texto aqui.


Acho graça de quem morre de medo, que não gosta nem de ler nem de ouvir nada de sobrenatural. Um dos meus filmes preferidos é Invocação do Mal, apesar de ter tido uns pesadelos depois de assistir, como também já contei em outro texto aqui. Fora esse episódio, sempre assisti filmes de terror numa boa, exatamente porque gosto de sentir o medo na hora. O que me surpreendeu descobrir, há pouco tempo, é que filmes de zumbi me deixam muito desconfortável!
Eu percebi isso quando vi Guerra Mundial Z…

#86 Como investir seu tempo

Estava falando com um amigo esses dias sobre o vício que ele tem em um certo joguinho online. Numa tarde nublada de domingo, falei o quanto me incomodava e me deixava mal vê-lo perder tanto tempo da vida com isso. Ele ficou calado, mas depois perguntou com qual atividade produtiva ele poderia se ocupar mais, além dos estudos.

"Procura algo pra aprender, sei lá", eu disse. "A internet tá aí pra isso. Volta a estudar inglês, procura algo pra ler. Tanta coisa!". Não sei se ele realmente pensou em algo pra fazer, mas pelo menos ficou mais consciente de seu vício. Então, pensando nisso, vou deixar dicas gerais óbvias com as quais você pode investir (e não passar) o seu tempo livre:
1. Leitura Literatura é algo sagrado, e não somente falo de literatura literária. Você pode ler notícias, as matérias completas no caso, não só os títulos do link. Quem não adora conversar com alguém bem informado? Até evita de você ficar postando nas redes uma opinião sem fundamento. Você po…

#85 Manteiga voadora?

Uma das coisas engraçadas que os alunos fazem é dizer que o inglês não faz sentido, como se português não tivesse também umas coisas nada a ver. Tipo, quando criança achei muito engraçada a palavra butterfly (borboleta). Butter é manteira, fly é voar mas também é mosca. Aí fiquei pensando: manteiga voadora? Mosca manteiga? (porque ainda tem essa de o adjetivo vir antes do substantivo).

Mas a gente também tem dessas no português! Tem os tais substantivos compostos. A diferença é que a junção deles faz sentido com o objeto que eles representam, tipo pontapé (que é chutar com a ponta do pé). Mas tem substantivos simples que não têm nada a ver, mas a gente enxerga outras palavras dentro deles, tipo "computador", que também é: com puta dor. Fiz uma tentativa de piada uma vez com essa situação: "Somos uma geração que bebe muito refri, somos uma Refri Geração"!
Se valendo disso, vi uma padaria com o nome "Já pão", com direito à bandeira do país! O que quero diz…

#84 Colorindo passo a passo

Depois de um tempo distante dos meus lápis de cor, resolvi desenhar um pouco outro dia. Aí tive a ideia de que podia ir tirando a foto do processo de colorir.


Quero deixar claro, assim, que esse é o jeito que eu gosto de colorir meus desenhos. Esse não é o jeito certo ou errado, é simplesmente o meu jeito. Espero que alguém que esteja completamente sem jeito pra colorir possa se inspirar e melhorar, e possa descobrir sua própria técnica de colorir.
1. Como diz o nome do texto, não vou dar o passo a passo do desenho, mas sim da coloração. Assim, tudo começa com um esboço pronto pra ser preenchido.


2. A primeira coisa que faço é escolher a cor da pele e assim ir passando nas extremidades, pra começar o jogo de luzes e sombras que quero na pele do desenho (no estilo de maquiagem).



3. Depois disso, vai demorar um pouco. Pego um tom mais claro de marrom e passo quase da mesma forma, só que numa área menor.


4. Eu disse que ia demorar, então pego outro tom de marrom mais escuro que o anterior, …