Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2018

Como desenhar mãos?

A coisa que as pessoas mais querem saber logo depois da pergunta "existe vida após a morte?" é "como desenhar mãos". A primeira eu não recebo muito, mas no instagram sempre me pedem pra ensinar a desenhar mãos, e assim como a primeira pergunta, essa segunda eu também não sei a resposta... Porém! Nesse exato instante eu criei uma "fórmula", já que eu não tenho técnica alguma para desenhar.

1. Primeira coisa que você precisa fazer é ver como uma mão é! Se você tem pelo menos uma mão, já ajuda bastante. Minha mão não é muito bonita, mas já me serviu muito como referência para qualquer posição de mão que eu quisesse desenhar. Olhe para sua mão analisando-a.

2. Daí eu criei um modelo esquelético para essa mão. Sabe o que é uma palheta? Um negócio que se usa para tocar violão e guitarra? Pois é, desenhe uma palheta e desenhe linhas saindo dela, que vão ser os dedos. Lembre que os dedos tem tamanhos diferentes. O mindinho é menor que o anelar, que é menor que o …

Bandido bom é bandido...

Como você termina essa frase? Bandido bom é bandido morto, ou recuperado? Resgatado? Antes de tudo quero dizer que o público desse meu texto é especificamente os cristãos que apoiam Bolsonaro e que com ele sustentam a frase "Bandido bom é bandido morto". A base da vida de um cristão é Jesus, é ser imitador de Cristo. Isso significa algo bem óbvio né? Ser como Jesus, fazer o que ele fez, viver como ele viveu, seguir o que ele ensinou. Vamos conferir alguns dos ensinamentos de Cristo?
Amar ao próximo como a si mesmo (Marcos 12:31). Mas ele diz mais: amor os nosso amigos é muito fácil. Isso até as pessoas más sabem fazer. O difícil e necessário é amar os inimigos, amar quem nos faz mal (Lucas 6:27-36). Isso é o que Bolsonaro não consegue fazer, mesmo dizendo que tem Deus no coração. Ele se diz cristão, assim como quem o apoia e acha bom que se matem bandidos. É assim que se imita Jesus? Cadê o amor aos inimigos? Cadê o amor a quem te faz mal?
Não dá. Ou você se diz Cristão, ou…

Amor bipolar

A conversa marcada entre o casal de namorados enfim era realizada. A garota, que pedira a conversa— quem diria —, iniciou:
— Você muda de ideia como uma garota muda de roupas!
— E você, de TPM, fica insuportável! Eu deveria saber — ele bufou.
— E você sempre pensa, sempre fala enigmaticamente!
— Eu deveria saber que você não era boa para mim — murmurava o rapaz.
— Você é quente e frio, diz sim e diz não, está dentro e está fora, está por cima depois está por baixo!
— Você está errada e está certa — ele argumentou.
— Você realmente não quer ficar, não é? Mas também não quer ir — ela perdia-se em pensamento, tinha um tom de voz calmo —. Nós costumávamos ser como gêmeos, na mesma sintonia, a mesma energia... mas agora a bateria acabou. Costumávamos rir sem motivo...
— Agora você está sem graça.
— Eu devia saber que você não vai mudar — ela começava se lamentar, como se falasse consigo mesma.
— Oh, alguém chame um médico, temos um caso de amor bipolar! — ele fazia piada.
— Estou presa num…